A felicidade e os filmes

20/03/2009 | Categoria: Blog

Uma pequena ironia: satisfação profissional e pouco tempo para o Cine Repórter

Por: Rodrigo Carreiro

Vejam como a vida tem suas ironias. Uma das maiores felicidades que tive ao passar no concurso para professor do curso de Cinema da UFPE, no final de 2008, foi concretizar o desejo de trabalhar com cinema não mais como hobby diletante, mas como profissão. Em outras palavras, agora eu posso dedicar 100% do meu tempo (quando não estou com a família) ao cinema.

Sim, a experiência está sendo maravilhosa. Não encontro palavras para descrever a alegria de dar aulas sobre cinema, enquadrinhar trechos de filmes que amo, observar conceitos aparentemente simples (como “raccord”) minuciosamente, durante quatro horas seguidas, e extrair dessa reflexão detalhes que não seria possível apreender de outra forma.

Por outro lado, as aulas têm consumido meu tempo de uma maneira que eu não previ. Ser professor não se resume ao tempo em que se está dentro da sala de aula. Pelo contrário. Exige leituras e pesquisas praticamente o tempo todo.

No tocante ao Cine Repórter, o resultado disso é que ando sem tempo para atualizar o site como fazia antes. Até janeiro, conseguia escrever cerca de quatro a cinco textos novos por semana. A média atual estacionou em um ou dois.

Peço desculpas. Mas vou encontrar uma maneira de suprir essa deficiência.

| Mais

Assine os feeds dos comentários deste texto


25 comentários
Comente! »

  1. Congratulations, son!
    Fico feliz por você, Rodrigo. Que Deus te abençoe nessa sua nova etapa de vida. Não te conheço pessoalmente mas sinto que vc É uma figura maravilhosa e merece cada passo dado com honra e humildade. Está realizado é algo muito bom e estimulante mesmo.

    Abração

  2. Que dizer de um comentário desses, senão agradecer de coração? Obrigado, Fernando, me honra tê-lo como leitor.

  3. Parabéns Rodrigo. Trabalhar com o que se gosta e ama é estupendo.

    Sensacional :)

  4. É muot bom econtrar pessoas que amam o que fazem e se satisfazem com isso e de quebra são bem sucedidas. Como Bioólogo as vezes da vontade de desistir de tudo por conta das dificuldades mas exemplos como esse sempre me renovam as experanças, parabéns Rodrigo!

  5. Rodrigo, como você bem disse o importante é estar satisfeito com nossas escolhas e com os caminhos que nossa vida segue! Fico feliz por você!

    Minha vida profissional também deu uma guinada de 360 graus nesse início de ano e, mesmo sem tempo para conferir tantos filmes quanto eu gostaria, estou muito satisfeita porque estou aprendendo bastante!

  6. Eu mais ou menos sei, Kamila, tenho te acompanhado pelo Twitter. Com interesse. :)

    Nesse ponto a Internet é meio esquizofrênica. Não nos conhecemos, mas… de algum modo, nos conhecemos. Mais do que conheço alguns amigos, por exemplo. Muito estranho.

  7. Rodrigo, é muito estranho mesmo. Mas, a Internet dá mesmo esta sensação de proximidade entre as pessoas, ainda mais entre aquelas que possuem interesses parecidos.

  8. Grande Rodrigo! Antes de ler esse post, fiquei aflito quando lí “pouco tempo para o CineReporter”. Pensei, por um lapso de segundo, que restava pouco tempo para o site. Isso realmente me deixou chateado! É como perder um amigo. Seria, no caso. Ainda bem que entendi mal, e pelo contrário. Você está tão realizado e contente, dividindo o amor pelo cinema e desenvolvendo a ótica das pessoas para a sétima arte! Isso é maravilhoso e tenho certeza que vc está fazendo um grande, um grande trabalho! Ali em cima vc disse a respeito da internet nos fazer conhecer quem não conhemos. De tanto ler seus textos, deles terem me feito ver melhor os filmes, hoje eu tenho você como um. E pretendo muito te enviar meu primeiro ou meus primeiros filmes quando eles estiverem prontos. Ver uma crítica do primeiro longa no site, é sonho. :)
    Parabéns, meu amigo

  9. Vocês estão caprichando nos elogios, hein? Fico muito feliz. Obrigado!!

  10. Rodrigo, desejo-lhe sorte e felicidades. Quanto ao tempo destinado ao CineRepórter, fique tranquilo. Mesmo que ele não seja mais atualizado, seu conteúdo nos enriquece. Constantemente releio suas resenhas e, como ao rever alguns filmes, novas descobertas brotam. Parabéns, camarada!

  11. Obrigado, Wilson. Mas as atualizações continuarão, sim. Apenas o ritmo fica mais lento, já que não consigo mais escrever tanto. Parar com o site é algo que está longe dos meus planos.

  12. Como eu gostaria de ser seu aluno nesse curso, essa paixão com q vc fala demonstra q vc provavelmente é um otimo professor.

  13. Olá Rodrigo;
    Adoro cinema e não tenho dúvida em dizer que os seus comentários são os que mais chamam a miha atenção pelas colocações sensatas e pelo amor que vc demonstra ter pela sétima arte.
    Não faz forçado, pelo dinheiro, ego ou qualquer coisa menor, faz porque tem prazer.
    Parabéns e grande abraço.
    Sávio

  14. também adoraria ser seu aluno, só não conseguiria debater os assuntos com profundidade, seria reprovado, hehe.

  15. Grande Rodrigo! Parabéns pela realização profissional e por todo felicidade! Aliás, um cara que escreveu todo esse conteúdo, sem visar o lucro, como professor, deve ser fantástico! rsrrs
    Abração!

  16. Parabéns à nova vida, Rodrigo.
    Você parece um cara simples, bacana pra conversar. Já li quase todos os seus comentários sobre filmes. Se me permite uma observação, você vez em quando escorrega na língua portuguesa. Mas quem não vacila? Percebo uma certa difilculdade, por exemplo, com o tempo dos verbos. Quando escreve, por exemplo, “eles perceberão” quando o correto seria “eles perceberam”( o futuro do indicativo no lugar do pretérito perfeito). Isso incomoda um pouco, uma vez que você possui uma extraordinária clareza de raciocínio. Não sei se você é melhor crítico do Brasil, mas com certeza é o que que escreve com mais franqueza, destituído de linguajar rebuscado, hermético. Veja bem: as minhas obesvacões quanto ao português, creio, são construtivas.É coisa de quem é fã de suas análises críticas da sétima arte, não de quem quer bancar o chato de galochas via internet.
    Aqui no Piauí faço educação artística na UFPI. Meu maior sonho é fazer faculdade de cinema (aqui não tem). Seria maravilhoso se professores como você disponobilizasse na web matérias acadêmicas sobre como É e como se faz cinema. É uma utopia?

  17. Se você percebeu, cometi algumas “escorregadas” no meu comentário acima.

  18. Percebi, Gilx. E provavelmente pelo mesmo motivo que eu cometo as minhas: falta de revisão. Quem trabalha com Jornalismo, como eu fiz durante quase duas décadas, sabe que escrever grandes quantidades de textos diariamente implica sempre em cometer pequenos erros de ortografia, digitação, etc. A gente persegue o grau zero de erro, mas atingi-lo é uma utopia (a Folha de SP, jornal que menos erra no Brasil, tem uma taxa acima de dois erros por página). E não, não tenho dificuldade nenhuma com o tempo dos verbos. Mas pode acontecer, claro. Se você encontrar erros assim, escreva avisando que eu corrijo na hora.

    Quanto a disponibilizar material didático na Web, acho meio utópico sim. Nenhum professor gosta de ver outros professores usando seu material didático, criado com muito suor, sem pelo menos dar o devido crédito – e essa é uma realidade que a Internet, nos moldes atuais, infelizmente incentiva.

  19. Rodrigo, algumas perguntas pra vc:
    Vc gosta de assistir às séries americanas?
    Já assistiu Prison Break?
    Se assistiu, gostou?
    Faço essas perguntas, pq comecei a assistir agora na Globo, e fiquei viciado.
    A qualidade da série é impressionante. Destaque para o roteiro super bem feito.
    Nunca tinha ouvido falar de Paul Scheuring, mas o cara mandou muito bem nesta série.
    Enfim, é isso ai, gostaria de saber sua opinião sobre a série.
    Abraço.

  20. Ricraod, gosto de “Lost”, mas não acompanho a atual temporada; gosto de “24 Horas”, mas só vi duas temporadas; e gosto bastante de “Dexter”. O resto, não vi. Não tenho muito tesão em séries de maneira geral, embora concordo que as atuais são muito bem feitas.

  21. caro rodrigo,
    em dois meses li todos os seus artigos e deixei comentários em vários deles. mas isso foi ano passado. nesse ano, se vc atualizar o site 3 vezes por semana eu já não consigo acompanhar. então, tá ótimo uma vez.rsrs
    sucesso e saúde, meu caro

  22. Parabéns Rodrigo! É bom a gente fazer o que gosta, sem maiores pressões nem desespero. Sucesso pra você

  23. Parabéns, “xará”.
    Suas críticas são ótimas, e escritas de forma a facilitar o entendimento por parte dos “leigos”, como eu.

    Muito sucesso nas novas empreitadas!

  24. Olá Rodrigo,

    faltou dizer que, mesmo já sem tempo, ainda está preocupado em melhorar sua didática num curso de aperfeiçoamento… parabéns! Fico orgulhosa de sermos colegas rsrsrs…

    Engraçado mesmo é que sempre dou uma passadinha no Cinereporter quando penso em escolher um filme para assistir na telona, mas só hoje vi que vc era o cara heheheheh..

  25. Eita, Celly, essa coincidência foi demais!! hehehe

    O curso está sendo ótimo, né? Eu tô gostando. Já tá dando pra usar algumas coisas que surgiram lá dentro das minhas aulas. E os alunos adoram!

    A essa altura, pra não deixar os outros leitores boiando, deixa eu explicar rapidamente: eu e Celly estamos fazendo um curso de aperfeiçoamento didático-pedagógico, na própria UFPE, toda terça-feira à noite. Prometo explicar isso melhor no próximo post do blog (que eu ando devendo há mais de um mês!).

Deixar comentário