Outro artigo

09/02/2010 | Categoria: Blog

Excerto de minha tese de doutorado examina as razões do desprezo que críticos e pesquisadores de cinema dedicaram à obra de Sergio Leone

Por: Rodrigo Carreiro

Todo mundo que me acompanha no site, no blog, no Twitter ou no Facebook sabe que venho, desde o começo do ano passado, pesquisando e escrevendo uma tese de doutorado sobre a obra de Sergio Leone. Além de analisar estilisticamente os filmes, procuro refletir os motivos pelos quais eles não foram muito estudados.

Um trecho desta segunda parte foi publicado pela revista Lumina, da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG). Ele pode ser lido na íntegra aqui (formato PDF).

O artigo, cujo título é “O dia da desforra: a trajetória do spaghetti western na cultura midiática”, parte do conceito de Grande Divisor (Andreas Huyssen) e examina a hipótese de que as reações negativas dos críticos têm a ver com esse princípio, que deriva de uma barreira modernista imposta contra a influência supostamente nociva da cultura de massa no que teóricos como Adorno chamavam de “arte pura”.

O artigo publicado na Lumina complementa um outro artigo (já publicado na revista Icone, da UFPE, e disponível aqui).

| Mais

Assine os feeds dos comentários deste texto


8 comentários
Comente! »