Casa da Noite Eterna, A

11/10/2003 | Categoria: Críticas

Filme de terror B de 1973 é item obrigatório para colecionadores e nostálgicos das madrugadas na frente da TV

Por: Rodrigo Carreiro

NOTA DO EDITOR: ★★★½☆

Uma das vantagens mais bacanas que o surgimento dos formatos de armazenamento digital de imagem (DVD, Divx, Blu-Ray e outros) trouxe aos cinéfilos foi a possibilidade de ter em casa, com qualidade impecável, os filmes que marcaram alguma fase importante de nossas vidas. Não parece perfeita a idéia de poder assistir, no dia e na hora em que você quiser, àquele faroeste obscuro que você viu no Corujão, no dia em que beijou pela primeira vez a mulher que seria, anos depois, sua esposa? Ou àquele filmeco de suspense que você viu quando criança e acordou seus pais de tanto berrar de medo?

Claro que encontrar esses filmes não é tão simples assim. Como o formato de armazenamento digital só existe desde 1997, há uma porção de obras que ainda não viram a luz do dia. Algumas até mesmo são clássicos do cinema antigo. Se até clássicos demoram para aparecer em formato digital, calcule então os filmes mais antigos e desconhecidos. Você pode até pensar que nunca vai conseguir rever aquele velho terror B, ou aquele faroeste saudoso. De qualquer forma, se você pensa assim, é bom começar a rever seus conceitos.

Na Internet (existem serviços legais de distribuição gratuita de filmes antigos), em locadoras especializadas ou em boas lojas virtuais de venda de filmes, é possível encontrar muitos desses clássicos pessoais. Se você falar inglês (ou ler legendas no idioma americano ou em espanhol) e tiver algum dinheiro sobrando, aí é que vai fazer a festa mesmo. Uma boa dose de paciência para pesquisar pode render bons frutos. Por exemplo, vários filmes do acervo da Fox/MGM, só para citar uma distribuidora, podem ser encontrados em edições simples, com som e imagem remasterizados. Westerns e películas de terror tipo B – aqueles filmecos com orçamento baixo – enchem as prateleiras por aí.

Um bom exemplo disso é o semi-clássico obscuro “The Legend of Hell House”, que fez a delícia de muitos adolescentes apaixonados por filmes de terror nas décadas de 1970 e 1980. Talvez você nem lembre dele pelo título original, mas nas sessões das madrugada ele passava na TV com o soturno nome de “A Casa da Noite Eterna”. Lembra dele agora? Pode acreditar: trata-se de uma das melhores obras que abordam o surrado tema da casa mal-assombrada, enterrado depois do fiasco de “A Casa Amaldiçoada”, do diretor Jan De Bont, em 1999.

O enredo do filme é bem simples e foi devidamente copiado pelo holandês na bomba milionária. Um ricaço inglês moribundo contrata uma equipe de quatro pessoas para passar uma semana na tal mansão assombrada (“o Monte Everest das casas mal-assombradas”, segundo o líder do time, o físico Lionel Barrett, interpretado por Clive Revill). Eles precisam arranjar provas da vida após a morte para ganhar US$ 100 mil cada. Entre os corajosos está o enigmático médium Ben Fischer (Roddy McDowall, o chimpanzé Cornelius do “Planeta dos Macacos” original), único sobrevivente de uma expedição similar que fracassou, anos antes.

Em 1h35, a atmosfera opressora toma conta da tela. O clima de suspense cresce aos poucos e a grande sacada do roteiro é criar um enigma que os personagens (e o espectador) precisam resolver para desvendar o mistério das assombrações. O final é inteligente e, ainda bem, não tem banho de sangue. Os efeitos são obviamente modestos e algumas vezes mal feitos (como o ataque de um gato preto a uma outra médium), mas funcionam bem na apavorante locação gótica da casa. A transferência de imagem está excelente, ressaltando bastante as cores fortes dos cenários, que apareciam pálidas naquelas sessões do Corujão. O som, disponível em quatro canais digitais, também é satisfatório.

Enfim, para quem gosta de filmes que metem medo sem precisar de recorrer à violência física brutal que entope os filmes atuais de terror, esse aqui vale muito à pena. As legendas do DVD norte-americano (não lançado no Brasil) existem em inglês e espanhol. Uma dica para os consumidores interessados: existem lojas virtuais brasileiras que importam o DVD para você sem cobrar as tarifas sufocantes embutidas na entrada do produto no Brasil, quando a compra é feita nos sites gringos.

– A Casa da Noite Eterna (The Legend of Hell House, EUA, 1973)
Direção: John Hough.
Elenco: Roddy McDowall, Clive Revill, Pamela Franklin
Duração: 95 minutos

| Mais


Assine os feeds dos comentários deste texto


14 comentários
Comente! »