Friends – 9ª Temporada

08/09/2005 | Categoria: Críticas

Penúltima temporada da série ganha gás extra com mais destaque a Phoebe e Monica

Por: Rodrigo Carreiro

NOTA DO EDITOR: ★★★½☆

A nona e penúltima temporada do seriado “Friends” é uma das mais interessantes de toda a série. O fato não deixa de ser uma surpresa, já que o seriado estava sofrendo de um mal muito comum a qualquer programa que vai ao ar durante muito tempo: a repetição de idéias, causada pela falta de novidades na trama. Quem acompanhou a série vai lembrar, inclusive, que os seis atores que interpretam os protagonistas só renovaram os respectivos contratos depois de receberem uma proposta irrecusável da Warner: US$ 1 milhão, cada um, por episódio.

De repente, tudo indicava uma temporada morna e sem muita graça, mas o surpreendente aconteceu e as coisas saíram melhor do que o esperado. Talvez porque, com a concorrência cada vez mais acirrada no complicado mundo da TV norte-americana, os produtores viram que a necessidade de algumas mudanças mais radicais era premente. E o personagem que mais se beneficiou disso foi Phoebe (Lisa Kudrow), sem dúvida o mais chato e apagado dentre os seis amigos nova-iorquinos.

Quem leu a crítica da temporada anterior vai notar, por coincidência, que eu chamei a atenção para um fato: Phoebe sempre foi muito namoradeira, mas a platéia só ficava sabendo disso porque ela contava as histórias dos seus rolos aos amigos. Eram poucos os namorados dela que apareciam na série. A nona temporada atacou justamente esse problema: pôs Phoebe no meio de um triângulo amoroso envolvendo David (Hank Azaria), um antigo namorado que já havia aparecido em temporadas anteriores, e Mike (Paul Rudd), personagem que passou a ser coadjuvante fixo da série.

Ao mesmo tempo, os produtores puseram o casal Monica (Courtney Cox-Arquette) e Chandler (Matthew Perry) para enfrentar problemas pela primeira vez. Ele é transferido para Oklahoma, o que causa crises passageiras de ciúmes. Os dois também decidem engravidar, mas não conseguem, o que gera alguma tensão durante todo o decorrer da temporada. Essas novidades também levantaram um pouco a bola de Monica, outra personagem fraca.

Em paralelo, acontece um retorno do clássico affair Ross (David Schwimmer) e Rachel (Jennifer Aniston), que rola desde o primeiríssimo episódio. Pais de um bebê e morando no mesmo apartamento, os dois começam a sofrer a inevitável pressão de pensarem em reatar o namoro. Esse enredo, no entanto, é ocasional e só aparece em um ou outro episódio. Além disso, os interesses românticos de ambos sempre resvalam para outros personagens, sejam coadjuvantes ocasionais ou pessoas de dentro do time.

Já deu para notar, portanto, que o maior prejudicado em todas essas mudanças foi Joey (Matt Le Blanc). Ladrão de cenas da praticamente todas as temporadas, dessa vez o rapaz ficou em segundo plano, inclusive abandonado quase por completo o bordão “How you doin’?”, uma das marcas registradas do seriado. E ele faz falta. Só não dá para reclamar muito porque, com a sintonia afiada por oito anos de convivência, os seis amigos fazem rir aos borbotões, o que no final das contas é o grande objetivo de qualquer um que gosta da série.

O box de quatro discos, da Warner, repete o padrão de qualidade do seriado. O áudio está no formato Dolby Digital 2.0 (quatro canais), mas os dois canais traseiros trazem ainda um fiapo de som, com ligeiro delay, repetindo os canais dianteiros. Há um pequeno segmento com erros de gravações (9 minutos), e outro em que o garçom Gunther apresenta alguns momentos da décima temporada.

– Friends – 9ª Temporada
Elenco: Courtney Cox Arquette, Matthew Perry, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, David Schwimmer, Jennifer Aniston
Duração: 577 minutos

| Mais


Deixar comentário