Indiana Jones: Extras da Trilogia

20/01/2008 | Categoria: Críticas

Disco de material suplementar possui sete documentários e 187 minutos de informações

Por: Rodrigo Carreiro

NOTA DO EDITOR: ★★★★½

As aventuras do arqueólogo Indiana Jones sempre estiveram entre os DVDs mais aguardados pelos fãs do formato digital, desde o lançamento dos primeiros discos, em 1997. Somente seis anos depois a trilogia chegou às lojas. Os culpados pela demora são as mesmas duas figuras responsáveis pelo desenvolvimento do conceito das películas que deram contorno definitivo ao filme de aventura desenvolvido por Hollywood nas duas últimas décadas do século XX: Steven Spielberg e George Lucas.

Os dois estavam escaldados pelo flerte anterior da indústria do cinema com o formato digital de home video, o Laser Disc. Em meados dos anos 1990, esses discos (espécie de LPs com tecnologia semelhante à do DVD) surgiram como uma febre, mas passageira. Assim, Spielberg e Lucas decidiram esperar pela consolidação do formato antes de se lançar à restauração e à produção de material extra para acompanhar os lançamentos clássicos de ambos. Por isso, a espera pela trilogia de Indiana Jones foi longa. Mas, verdade seja dita, a LucasFilm (empresa do diretor de “Guerra nas Estrelas) e a Amblin (produtora do homem que fez “Tubarão”) capricharam.

O pacote contendo os três longa-metragens estrelados por Harrison Ford vem acompanhado por um quarto disco, que contém nada menos do que 187 minutos de documentários e trailers. Cinco anos depois, em 2008, por ocasião do lançamento do quarto filme da franquia, o pacote foi relançado, com cada filme ganhando introdução por Spielberg e Lucas e mais um par de featurettes enfocando aspectos dos bastidores. Além disso, os longas passaram a ser comercializados separadamente, o que não ocorria antes.

Os extras originais da trilogia foram coordenador pelo francês Laurent Bouzereau, documentarista que acompanha Spielberg há mais de uma década. Bouzereau é considerado um dos melhores produtores de material suplementar para DVDs (e o trabalho excepcional que realizou na restrospectiva da obra norte-americana de Hitchcock confirma o título). Ele ficou responsável pela produção de sete documentários, o filé do pacote de extras. O trabalho realizado foi tão bom, segundo George Lucas, que dispensou a necessidade de incluir outras coisas no disco de extras. Aqui, um problema: a bem da verdade, cenas excluídas, erros de gravação, storyboards e desenhos de produção fazem falta. Pessoas interessadas na produção de bom cinema seriam beneficiadas com a inclusão desses itens.

De qualquer forma, tudo isso está contido, de forma episódica e espalhada, no pacote de documentários. Bouzereau teve acesso irrestrito aos arquivos de Spielberg e saiu de lá com muitas raridades, como um teste de cena que incluiu os atores Tom Selleck (“Magnum”) e Sean Young (“Blade Runner”), os dois escolhidos iniciais para interpretar o par romântico da primeira aventura. Desenhos de produção, storyboards e muitos minutos de cenas de bastidores, contendo diversas histórias engraçadas e detalhes saborosos sobre a produção dos três longas, estão no pacote. Você vai ver fotos de George Lucas com o cão que inspirou o nome do herói e acompanhar entrevistas com praticamente todos os membros dos elencos e das equipes de produção dos três longas.

O material é excelente. Cada filme ganhou um documentário específico; outros quatro pequenos featurettes enfocam aspectos específicos dos filmes (o som, a música, os efeitos e os dublês). Os dois últimos são os melhores. O trabalho de coreografia das cenas de ação e a produção dos efeitos especiais realmente são um espetáculo à parte, considerando que tudo era obtido a custa de muito suor, sem o uso de computação gráfica. Daí a importância do trabalho dos dublês, que comparecem com várias entrevistas. Mas não se pode esquecer a música-tema de John Williams; ele explica direitinho o processo de composição de um dos maiores clássicos de Hollywood.

Todo esse material possui legendas em português. Os documentários que enfocam os filmes compõem, de fato, um único “filme” de 126 minutos, que narra perfeitamente todo o processo de criação dos três longas. A lamentar, apenas a falta de comentários em áudio (que não foram produzidos porque Spielberg se recusa a fazê-lo). Mas a imagem e o som dos quatro filmes foram devidamente restaurados, para compensar. O pacote completo, tanto o de 2003 quanto o de 2008, é garantia de diversão extrema para fãs e não-fãs. Aproveite.

– Indiana Jones: Extras da Trilogia (EUA, 2003)
Direção: Lauren Bouzereau
Duração: 187 minutos

| Mais


Deixar comentário