Scoop – O Grande Furo

05/07/2007 | Categoria: Críticas

Mistura de thriller de suspense e comédia rasgada marca segunda incursão satírica de Woody Allen pela aristocracia londrina

Por: Rodrigo Carreiro

NOTA DO EDITOR: ★★★☆☆

Após receber excelentes críticas e obter boas bilheterias com o suspense “Match Point” (2005), Woody Allen resolveu prolongar sua estadia em Londres e filmar lá mais uma vez. Afinal, a mudança de ares fizera muito bem ao diretor, que já completava uma década sem finalizar uma produção com frescor e originalidade à altura das obras-primas realizadas entre as décadas de 1970 e 80. “Scoop – O Grande Furo” (Inglaterra/EUA, 2006) realiza, pela segunda vez, uma incursão satírica pelo mundo da aristocracia londrina, mas aqui o resultado é menos vigoroso, resultando em um filme apenas interessante.

O cineasta nova-iorquino afirma que a concepção de “Scoop” (termo que em português corresponde a “furo”, como os jornalistas chamam uma informação quente e inédita) ocorreu a toque de caixa, durante as gravações de “Match Point”. Encantado com a atriz Scarlett Johansson, que protagonizou o filme anterior, Allen propôs a ela fazerem juntos um novo longa-metragem, e a proposta foi aceita na mesma hora. Sem demora, o cineasta contatou os financiadores de “Match Point”, que deram OK, sob as mesmas condições – o filme tinha que se passar em Londres.

Assim, Allen bolou a história de uma estudante de Jornalismo americana, Sondra (Johansson), que em visita à Inglaterra começa a desconfiar que um rico integrante da aristocracia londrina, Peter (Hugh Jackman), é na verdade o assassino de prostitutas responsável por uma onda de medo nas ruas da capital inglesa. Ao contrário de “Match Point”, Woody encontrou espaço para si mesmo também como ator. Ele interpreta Sid Waterman, um mágico veterano em cujo espetáculo Sondra recebe a dica sobrenatural sobre a identidade do serial killer misterioso.

A maneira como Sondra recebe a informação sobre Peter é uma excentricidade típica de Woody Allen: ela é avisada a respeito do suposto assassino pelo espírito de um jornalista recentemente falecido (Ian McShane). O sujeito descobriu a novidade batendo papo com outras almas penadas, durante a viagem de barco para o mundo dos mortos – referência à imagem mítica da barca de Caronte, em uma das já tradicionais citações de Allen à mitologia grega. Como bom jornalista, Joe Strombel não poderia deixar de correr atrás de um furo tão quente, mas como um fantasma não pode investigar nada, ele decide dar a dica a alguém que possa fazer isso. Este alguém, por acaso, é Sondra.

Parece uma trama complicada? Acredite, não é. Estes acontecimentos correspondem apenas aos primeiros 10 minutos de projeção, e a partir do momento em que a investigação de Sondra começa, o filme flui naturalmente, misturando thriller e comédia rasgada em doses iguais. A participação de Woody Allen, sempre hilariante, é excelente, mas não se pode deixar de notar que a função do diretor no elenco é meramente de alívio cômico, soprando piadas sem nenhuma conexão com a história. Boa parte das seqüências em que Allen está em cena parecem elefantes brancos dentro de uma história sobre cristais. Engraçadas, sim, mas sem acrescentar nada de relevante à história.

Por outro lado, o elenco está ótimo. Scarlett Johansson, mesmo escondida atrás de um par de óculos horríveis e com figurino desleixado, ainda exala charme por todos os poros. O galã Hugh Jackman encarna um simpático e jovem lorde londrino com espontaneidade e simplicidade. Todo o elenco de apoio – inclusive Ian McShane, impagável na pele do jornalista defunto com fixação por furos de reportagem – está muito bem. O resultado é uma comédia de suspense simpática e interessante, mas distante do alto nível presente nos melhores trabalhos de Woody Allen.

O DVD da Califórnia Filmes mantém o formato da imagem (widescreen anamórfico) e tem áudio bom (Dolby Digital 5.1), mas não contém extras.

– Scoop – O Grande Furo (Inglaterra/EUA, 2006)
Direção: Woody Allen
Elenco: Scarlett Johansson, Woody Allen, Hugh Jackman, Ian McShane
Duração: 96 minutos

| Mais


Deixar comentário