Era uma Vez no Spaghetti Western

29/08/2011 | Categoria: Outros textos

Minha tese de doutorado sobre a obra de Sergio Leone tem 322 páginas, mais de mil imagens coloridas, e pode ser baixada agora da biblioteca virtual da UFPE

Por: Rodrigo Carreiro

Minha tese de doutorado sobre os filmes de Sergio Leone já pode ser encontrada para download na biblioteca virtual da UFPE.

O arquivo (em PDF) pode ser baixado aqui.

A tese consumiu dois anos de pesquisas, entre 2009 e 2011. Gastei centenas de horas assistindo a velhos faroestes (americanos e italianos), lendo muitos livros, comparando anotações e trabalhando na redação propriamente dita.

O grosso do texto foi escrito em janeiro de 2010, entre sessões de até doze horas de redação ininterrupta, e julho do mesmo ano, quando cortei o original de 600 páginas para cerca de 200 páginas e, num segundo momento, acrescentei novos trechos e muitas estatísticas. Mais de 1.000 imagens coloridas ilustram o texto (que, espero, é compreensível a todo mundo que se aventurar por ele, já que tentei evitar a todo custo o jargão acadêmico).

O relatório final da pesquisa se chama “Era uma Vez no Spaghetti Western: Estilo e Narrativa na Obra de Sergio Leone”.

Resumidamente, o texto tenta realizar uma análise estilística e narrativa minuciosa da obra de Leone, a fim de desvelar a real contribuição dos filmes dele ao repertório de esquemas circulantes no cinema contemporâneo. Partimos do princípio de que Leone ajudou a desenvolver recursos importantes para o processo de intensificação da poética cinematográfica clássica, que muitos pesquisadores afirmam ter ocorrido a partir dos anos 1960, tendo feito isso a partir de revisões sistemáticas dos esquemas dominantes de construção narrativa disponíveis na época.

Para alcançar o objetivo, tentei identificar a recorrência de padrões estilísticos e narrativos nos filmes assinados por Leone, sempre procurando elencar e analisar os contextos sócio-culturais, tecnológicos, econômicos e ideológicos que o levaram a adotar e desenvolver esses padrões, além de mostrar como cada recurso abriu caminho dentro do repertório de técnicas utilizadas por cineastas contemporâneos. Ao final, procurei ainda investigar a conexão entre o relativo apagamento dessa contribuição estilística de Leone ao fato de ele ter trabalhado, durante toda a carreira, com o cinema de gênero, cuja filmografia tem recebido pouca atenção de historiadores do estilo cinematográfico.

Boa leitura.

| Mais


Assine os feeds dos comentários deste texto


32 comentários
Comente! »