Jesus em outras religiões

16/03/2004 | Categoria: Outros textos

Qual a importância de Cristo para crenças não-cristãs? Engana-se quem pensa que a resposta é nenhuma…

Por: Rodrigo Carreiro

 

O filho de Deus. O espírito mais evoluído que já veio à Terra. Um das reencarnações do Buda. Um profeta sábio, o mais sábio de todos. Um rebelde radical com fome de reformas sociais. Um estudioso de religiões antigas que assimilou influências da cabala. Um mestre com poderes místicos que tinha o poder de fazer a comunidade o ver com o rosto de outro homem. Seria a mesma pessoa?

Resposta: não é apenas a mesma pessoa, mas a personalidade mais conhecida de toda a história humana. Estamos falando de Jesus Cristo. Essas são apenas algumas facetas assumidas pelo nazareno diante das grandes religiões não-católicas do planeta. Engana-se quem acredita que Jesus só é respeitado pelos devotos da Igreja Católica. Pelo contrário: esse ser humano extraordinário, cuja existência há cerca de dois mil anos nunca foi inteiramente comprovada pela Arqueologia, é visto com admiração por praticamente todo os povos do planeta.

Todas as grandes religiões, sejam elas monoteístas (que acreditam em um Deus único) ou politeístas, consideram Jesus como um sábio, um ser humano de capacidade acima dos demais. Alguns estudiosos vão mais longe do que isso. Hindus acreditam que Cristo viveu na Índia entre os 18 e os 30 anos (um período que a Bíblia não menciona da biografia do capinteiro de Nazaré), e lá estudou o hinduismo e o budismo, incorporando elementos dessas religiões nas suas pregações.

Judeus acreditam que Cristo era versado nos ensinamentos da cabala, muito populares na Palestina na época em que viveu, e passava mensagens subliminares dentro dos discursos que proferia. Isso não passa de conjectura. Fato, na verdade, há apenas um: a mensagem de paz e amor que Cristo pregou encontra resposta em praticamente todas as religiões do planeta.

Na verdade, o modo como as grandes religiões encaram Jesus só é diferente do cristianismo em um ponto: a natureza divina do filho de Maria. Os cristãos acreditam que Jesus teria sido, ao mesmo tempo, o filho de Deus e a encarnação Dele na Terra. Enquanto isso, todos os grandes credos não cristãos – hinduísmo, budismo, islamismo, judaísmo – rejeitam a idéia de que Cristo tenha sido gerado diretamente por Deus. Acham mais difícil ainda que ele fosse a própria divindade, assumindo forma humana.

Basta examinar com cuidado a história e os conceitos básicos por trás de cada uma das grandes religiões para entender como esse raciocínio faz sentido. Muita gente não sabe, por exemplo, que a Igreja Católica se constitui como, na verdade, uma dissidência do judaísmo. O judaísmo, religião oficial do povo judeu, existe desde aproximadamente 2.100 a.C. A religião nasceu como o primeiro culto monoteísta da história.

O Velho Testamento (primeira parte da Bíblia) é todo aceito pelos judeus. Na verdade, Jesus é a pessoa que vai provocar o racha: ao contrário dos cristãos, os judeus não acreditam que Cristo tenha sido o messias previsto na Torá (os cinco primeiros livros do Velho Testamento). O judaísmo rejeita a natureza divina de Cristo. Os adeptos do judaísmo rejeitam o Novo Testamento e continuam, até hoje, esperando a chegada do enviado divino.

O islamismo, religião mais popular do mundo árabe, com 1,2 bilhão de adeptos, também é uma dissidência, mas do próprio cristianismo. O islamismo nasceu no século VI, a partir das visões do profeta Maomé. Para Maomé, Cristo seria o messias, sim, mas teria falhado na missão recebida na Terra. Os islâmicos acreditam que Jesus não morreu na cruz. Alguns crêem que ele enganou os romanos, usando seus poderes místicos e descendo da cruz sem que ninguém visse; outros acham que ele sequer foi crucificado, mas mudou de rosto e mandou outra pessoa no lugar dele; há até quem sugira que Cristo teria suportado todo o tormento da crucificação e sobrevivido.

Quem viu o filme “A Última Tentação de Cristo” vai perceber que a narrativa de Martin Scorsese bebe diretamente das idéias islâmicas a respeito do destino de Jesus após a crucificaçãoDetalhe importante é que uma parte dos cristãos, antes mesmo de Maomé, já duvidava da versão dos quatro Evangelhos oficiais. Alguns dos Evangelhos apócrifos dos séculos I, II e III d. C. chegam a afirmar que Cristo teria sobrevivido à experiência da crucificação.

Para os islâmicos, Jesus foi um profeta sábio, mas não o filho de Deus. Ele seria, na verdade, mais um de uma longa linhagem de profetas judaicos, como Abraão e Moisés, capazes de conversar diretamente com Deus. O islamismo, como se vê, também é uma religião monoteísta, e também acredita em conceitos como Céu e Inferno, da mesma forma que os cristãos. Para eles, contudo, Jesus era apenas um grande profeta – e nem sequer o maior deles, já que Maomé tem esse posto.

Estabelecer uma relação entre Cristo e o hinduísmo pode parecer difícil, mas não. Muitos hindus acreditam que Cristo possa ter sido um “avatar” (uma encarnação divina que veio à Terra voluntariamente, para ajudar na salvação da humanidade, sem benefício próprio).

Para compreender a forma como esses hindus encaram Cristo, é preciso conhecer um pouco da doutrina, que tem hoje cerca de 650 milhões de seguidores, a maioria na Índia. O hinduísmo é a primeira religião a acreditar na reencarnação e no carma. Para os hindus, todo ser vivo (humano ou não) possui um espírito imortal, que reencarna seguidas vezes, em busca de alcançar um estágio de perfeição.

A reencarnação viria a se transformar, no século XVIII, na regra mais importante do espiritismo. Mas nem todos os hindus vêem Cristo como um “avatar”. A maioria prefere encarar Jesus Cristo como um “shidda” (espírito perfeito). O “shidda” seria um espírito que teria alcançado o estágio de perfeição que a maioria das almas da humanidade continuam a buscar. Ele não chegaria a ser um Deus. Teria sido um sábio, mas de natureza somente humana.

Os adeptos do Espiritismo têm uma visão muito semelhante de Cristo. A religião, surgida na França, em 1857, tem como pedra fundamental a reencarnação. Segundo Allan Kardec, o maior teórico da doutrina, os espíritos terrestres existem em muitas dimensões. As ações de cada indivíduo durante a vida determinam que o espírito ascenda de dimensão ou permaneça na mesma. Jesus ocuparia a dimensão mais alta que existe (o Céu, para os cristãos).

Os espíritas crêem, portanto, que Jesus Cristo tenha sido uma encarnação do espírito mais evoluído que existe na Terra, que veio para ensinar os homens menos evoluídos a atingir, também, aquele patamar. Os espíritas aceitam a idéia de que Jesus seja um filho de Deus, mas negam a idéia de que Cristo fosse uma encarnação terrena do próprio Deus.

Outra religião que vê Cristo de forma igual é o budismo. Há que se observar, contudo, que a raiz do budismo está no hinduísmo, assim como o cristianismo uma religião que nasceu do judaísmo. No budismo, o princípio indiano do samsara – a lógica da reencarnação – também forma a base da doutrina.

A diferença entre as duas doutrinas é geográfica. Por razões históricas, o budismo ganhou mais adeptos na Ásia Oriental (Japão, Tibete, Nepal), enquanto o hinduismo prosperou na Índia. Como os hindus, os budistas acreditam no nirvana, que corresponderia ao estágio de iluminação absoluta – o Céu dos cristãos, ou a dimensão perfeita dos espíritas. Aqueles que o atingem são denominados bodhisattvas, ou encarnações terrenas do deus Vishnu (o príncipe indiano Sidarta Gautama, o Buda, que viveu há 2.500 anos e deu início à religião, teria sido a nona encarnação dessa divindade).

Muitos budistas acreditam que Jesus Cristo foi um bodhisattva que desceu à Terra para tentar ajudar a humanidade (uma crença muito parecida com a dos hindus). Para alguns budistas – não todos – Cristo teria sido uma reencarnação de Buda. A idéia de que Cristo pudesse ser filho de Deus, ou parte de uma Santa Trindade, não encontra eco no budismo por um motivo simples: o budismo, como o hinduísmo, é uma religião politeísta – ou seja, nela existem vários deuses, como Brahma e Shiva.

Nos outros credos cristãos, como o protestantismo e a Igreja Ortodoxa, Jesus Cristo mantém o mesmo status de que desfruta no catolicismo. Nos dois casos, as religiões são dissidências do cristianismo que surgiram por razões meramente políticas. A Igreja Ortodoxa separou-se da Católica no século XI, quando o bispo de Constantinopla recusou obediência ao Papa e transformou-se no principal representante da nova religião.

Já os credos protestantes começaram a surgir depois da excomunhão de Martinho Lutero, em 1521. Lutero revoltou-se contra a venda de indulgências pela Igreja Católica da época. As indulgências eram cartas de perdão, que comerciantes compravam para garantir um lugar no Céu sem precisar se confessar. Mas Lutero jamais questionou a mensagem ou a natureza divina de Cristo. Ele sempre condenou, como vários dos credos protestantes atuais, o culto aos santos ou às imagens da Virgem Maria, mas sempre achou que Jesus era o filho de Deus.

Como se vê, nenhuma das grandes religiões da humanidade discute a importância e a validade dos ensinamentos de Cristo. Todas as divergências estão fundamentadas na relação que ele mantinha com Deus (ou deuses, dependendo da religião). Até mesmo agnósticos (sujeitos que crêem em uma força superior que não seja necessariamente uma entidade consciente) respeitam Jesus. Eles encontram nele um sujeito que não veio ao mundo para falar bobagem.

| Mais

GOSTOU DO FILME? DÊ SUA NOTA

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (10 votos. Média de 4,80 em 5)
Loading ... Loading ...


Assine os feeds dos comentários deste texto


46 comentários
Comente! »

  1. Muito sensato o texto acima… mas enfim, onde estará Jesus… eu o procuro faz tempo e não o encontro… Ele e Deus estão rodando por aí, porque se a morte fosse uma coisa boa eles estariam mortos.

  2. Cara, muito bom o texto.
    Realmente esclarecedor.
    Compara uma figura mundialmente conhecida entre as diversas religiões, sejam elas monoteístas ou politeístas.
    Parabéns.

  3. Cara um texto muito gostoso, eu gosto demais de saber de Jesus em outros contextos e no contexto dele fora da religião. Aliás, acredito que ele não veio implantar sistema religioso algum.

  4. Nem cristo, nem Buda, maome,vieram hã esse mundo, para ensinar religiao, vieram para ensinar, paz,amor,humildade,solidariedade,harmonia,auto controle sobre nos mesmo,esse sistema religiososo e uma forma das pessoas mostrarem poder sore as pessoas e manipulalas.

  5. Adorei o texto, acabei por tirar algumas dúvidas que tinha sobre hinduismo, budismo…incelusive sobre Lutero.
    E é isso aí, independente da religião a passagem de Jesus pela Terra é de uma importância incontestável.

  6. Comentando o parágrafo “os grandes credos não cristãos – hinduísmo, budismo, espiritismo, islamismo, judaísmo…” : a Doutrina Espírita (kardecista) é cristã e de acordo com os demais credos não cristãos, também afirma que Jesus não é a divindade. Ensina que Ele é o espírito mais evoluído que veio à Terra.

  7. Obrigado pelo comentário, Eduardo. Acho que isso que você falou está explicado nos parágrafos 14 e 15 do texto.

  8. Rodrigo, no seu texto está “enquanto isso, todos os grandes credos ((não)) cristãos – hinduísmo, budismo, espiritismo, islamismo, judaísmo…” O que desejei indicar é que a doutrina espírita, sim, é cristã. Muita gente ainda se lembra de Chico Xavier comentando os ensinos de Nosso Senhor Jesus Cristo.

  9. Adorei o texto!Muito bom!Respondeu a minha pergunta!

  10. Somente uma pequena correção.
    Na verdade , para algumas linhas hinduístas, tanto Jesus como Buda são considerados a reencarnação da divindade Vihua da trindade bhramica(Bharma, Vihua, Shiva), o que coloca-os até em conformidade com as afirmações do cristianismo visto este dizer ser Jesus a encaranção da segunda pessoa da trindade(Pai, Filho, Espirito Santo

  11. Adorei o texto.
    Tinha muita duvida, apesar de nao ter o esclarecimento na totalidade, mas enfim, chego a conclusao que Deus e o mesmo para todas as religioes.
    Todos, neste mundo tem o mesmo objectivo paz e tranquilidade.

  12. Finalmente. Encontrei o que buscava. Sou católica mas respeito todos os credos e saber que Jesus é respeitado por outras religiões é motivo de alegria para mim. Obrigada pelos esclarecimentos.

  13. Rodrigo, minha mãe e eu ficamos muito impressionadas com este texto. Estávamos numa gostosa discussão filosófica-religiosa e ela no dia seguinte achou seu texto e me enviou. Espero que não se incomode, tenho um site-blog onde colocamos conteúdos que nos marcam e dividimos com os amigos.Caso haja algum problema favor avisar, ok? Mais uma vez, parabéns pelo texto.

  14. Sem problemas, Lisa. Fico feliz por contribuir no debate.

  15. P A R A B E N S

    Adorei, vou acrescentar essa materia em meus estudos.

  16. Parabéns pelo texto!!! muito interessante!!!!
    Mas o que eu axo mais interessante é que por mera coincidência Todos respeitam Cristo!!
    Cara Cristo é indiscutível !!!!

  17. Valeu Rodrigo,
    me ajudou na elaboração de um sermão dominical!!!

  18. Gostei do texto, pois nos mostra jesus em diversas religiões, porem sao eresia segundo a palavra de Deus pois só existiu um cristo e uma verdade, além de uma só fé e religião. Jesus é verdadeiramente o filho de Deus.

  19. Fostes muito claro! Gostei da forma isenta e desapaixonada como o assunto foi tratado. Parabéns!

  20. O que originou minha dúvida? A seguinte afirmação :” Maomé chamou Jesus de Sua Dignidade no Alcorão, exaltando-o mais do que a si mesmo. O budismo, embora seja anterior a Cristo, incorporou seus principais ensinamentos….” (Augusto Cury) pág.46 -NUNCA DESISTA DE SEUS SONHOS _

    Obrigada pelos esclarecimentos!!!

  21. Ótimo e acima de tudo, esclarecedor.
    Parabéns pelo trabalho.

  22. Ao ler este texto esclarecedor para uma palestra que precisarei dar no contexto das religiões mundiais, chego a conclusão que, como acima foi mostrado, existem várias formas de enxergar Jesus, mas, a pergunta que fica no ar é: o que de fato ele é? será que todas as opiniões que inclusive divergem de religião para religião, pode trazer uma resposta satisfatória a respeito do Cristo? Ele não pode ser ao mesmo tempo tudo o que pensam dele. Ou Ele é o que pensam os busdistas, ou o que pensa os islâmicos, ou o que pensa os cristãos. Definir isto não depende do que eu penso ou acho a respeito da Sua pessoa, simplesmente, o único material confiável que se tem notícia em termos de acgados arqueológicos, precisões histórias e geográficas e etc é o texto deixado pelos seus seguidores…

  23. Prezados,

    Enquanto continuarem a corelacionar a JESUS CRISTO a uma religião , então muitos ainda hão de perecer,Cristo não é, não foi e nunca será.

  24. Amigos, isto aqui é um site de cinema. Não é um local destinado a pregações religiosas. Todas as mensagens nesse sentido serão editadas e/ou apagadas pelo editor.

  25. sensacional o texto, está de parabens, bastante esclarecedor.

  26. Anderson Macleyves, meu camarada por volta do ano 30 de nossa era passou por aqui um homem que transformou vidas, essas deram o seu testemunho, você vive hoje um novo calendário chamado “Calendário da Era Cristã”. Muito bem se Ele deixou sobreviver a bíblia que por muitas vezes foi agredida e tentaram a destruir, se Ele mudou o calendário. tudo isso meu amigo vale menos do que você por isso Ele viveu, morreu, ressuscitou, e vivo está. Hoje o seu corpo não está preso a limites por isso Ele está tão perto de você quanto as suas costas a qual você sabe que ela existe mas só consegue vê-la se olhar num espelho. Gostei da sua sinceridade, mas procure melhor e com certeza irá encontrar o unigenito filho de Deus que veio para nos salvar.

  27. DEUS
    DEUS É?
    ENTÃO, DEUS É UMA GRANDE FORÇA UNIVERSAL.
    ESPIRITO É?
    ENTÃO, ESPÍRITO É FORÇA QUE ESTÁ DENTRO DO CORPO HUMANO. QUANDO A FORÇA SAI DO CORPO VOLTA PATA O TODO, PARA DEUS.

    DEUS. COMO SERÁ ELE? ONDE ELE FICA?

    SERÁ DEUS, UMA FORÇA SUPERIOR QUE COORDENA DIVERSAS FORÇAS, QUE MODIFICA COISA E CRIA VIDAS E QUANDO ISSO ACONTECE DE FORMA INÉDITA CHAMAMOS DE MILAGRE? ESSA FORÇA CADA UM DÁ O NOME QUE QUER, UNS DIZEM SER TRÊS EM UM (FILHO, ESPIRITO E SANTO) , OUTROS CHAMAM DE BUDA, MAOMÉ, JESUS, SOL, ETC.

    POIS, PARA SER ONIPOTENTE, ONIPRESENTE E ONICIENTE, TEM QUE ESTAR EM TODOS OS LUGARES AO MESMO TEMPO, E PARA ISSO ACONTECER SÓ PODE SER UMA GRANDE FORÇA, PORQUE PESSOA OU ESPIRITO NÃO FAZ TUDO ISSO DE UMA SÓ VEZ E ESTAR EM TODOS OS LUGARES AO MESMO TEMPO.

    O UNIVERSO É COMPOSTO POR DIVERSOS SISTEMAS SOLARES, ESTES POR PLANETAS, ESTRELAS, ASTERÓIDES, ETC., ENTÃO, PARA QUE MANTENHAM EM SUAS POSIÇÕES POR MUITO TEMPO É OU SÃO NECESSÁRIAS VÁRIAS FORÇAS ATUANDO EM CONJUNTO, PARA ACONTECER TODAS ESSAS OBRAS MISTERIOSAS E AINDA NÃO CONHECIDAS.

    NOS, QUANDO CAIMOS EM TERRA(MORREMOS), TEMOS A CERTEZA QUE O CORPO VOLTA PARA A TERRA, E LÁ, SEREMOS ENERGIA PARA OUTROS SERES QUE ALIMENTARÃO DELAS E FORTIFICARÃO, PLANTAS E ANIMAIS.

    E A ENERGIA (FORÇA) QUE NOS MATINHA EM PÉ PARA ONDE FOI?
    SERÁ ESTA A ALMA QUE TANTO FALAM POR AÍ?
    ACREDITO QUE SIM, POIS, SENDO NOS FEITO DE ESPIRITO(FORÇA) E SEMELHANTE A DEUS, ELA SAI DO CORPO E VOLTA PARA ELE, QUE É QUEM ESTÁ DENTRO DE NÓS. SENÃO NÃO SEREMOS SEMELHANTE A ELE. ESSA ENERCIA(NOSSO ESPÍRITO) VOLTA A FAZER PARTE DA GRANDE FORÇA(DEUS).

    PORQUE, ATÉ HOJE, NÃO HOUVI NINGUEM DIZER QUE VIU DEUS E SIM FALA COM ELE, E SÓ OBTEM RESPOSTA DA SUA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA QUE ACABA SENDO A INSPIRAÇÃO CONCEDIDA PELA FORÇA DE SEUS.

    ESTA IDÉIA, TEM LÓGICA, PORQUE, OBSERVANDO AS FOTOS TIRADAS NO UNIVERSO, ESSA IDÉIA SE SUSTENTA E É COERENTE COM UMA BOA INTERPRETAÇÃO DE PARTE DA BÍBLIA.

    NÃO ME CONDENEM, E SIM, EXPLIQUE COM MAIS CLAREZA E LÓGICA, POIS, FALAM POR AÍ TANTA COISA ABSURDA, QUE NÃO CONSIGO ACREDITAR.

    RE: DEUS

  28. tendes bons conceito do senhor , ele se mostra aqueles que não atentam , e revela para aqueles que não recusam a FÉ e a confinança nele , ele Plaina os caminhos dos justos , e confunde a dos insesatos pervertidos , e que não temem ao senhor sera confundido , e consumido ,,,, todas as religioes do mundo , respeintam jesus cristo , expirito evoluido , que veio para ensinar a justiça , o amor , e traser a paz , entre as povos, e nós o que estamos fazendo aqui neste planeta , nesta vida , o que nós queremos , pra nós mesmo se não for felicidade paz, e amor , todo o resto é besteira por isso , não me considero sabio , mais rico homem do mundo e o homem mais feliz, e não o que tem mais dinheiro , e jesus veio mostrar diverssos caminhos pra ser feliz , eu acho que aqui no ocidente fomos educados de maneira errada , quanto mais bens materiais tiver , mais feliz serei , isso é besteitra pura , exesso de dinheiro leva a desgraça e a morte , com mais velocidade ainda !!

  29. Gostei das informações sobre Nosso Ilustre Jesus Crito, que é referência da verdadeira felicidade, assim como outros como Buda e Maumé…seria uma segunda evolução histórica a favor da paz mundia se a humanidade praticasse o amor de uma forma espondânia ao mundo… não segui-los como discipolos apenas, mas sim, aliar-los a eles com gestos concretos…
    Rodrigo, Trabalho como este seu, só contribui para uma nova reflexão para aqueles que o amor ao próximo (ao seu semelhante) está acima de qualquer religião, conceito ou preconceito da lógica. Parabéns…
    Silvano

  30. Gostei muito da matéria, isso mostra que vivemos em um mundo onde existem diversas religões e que sempre devemos respeitar a religião dos outros.
    Acho que em todas as religiões Jesus veio a terra com um objetivo, que seria transmitir a sua mensagem de paz , amor e caridade, e assim atingiriamos a “salvaçao” ou “elevação do espírito” dependendo da crença é claro.
    Jamais devemos julgar a religião dos outros, mas sim respeita-la. Pois uma coisa é certa, todos estamos na terra de passagem a morte é inevitável e o que acontecerá depois? Um dia saberemos e ai sim poderemos dizer o quem estava certo.

  31. Para mim, Jesus é Cristo.
    Essas religiões so especulam e deixam de ver a Verdade que é Jesus.

  32. [...] Se você digitar “história das religiões” no Google vai encontrar muita coisa, aqui tem um interessante: http://www.tudook.com/fimdomundo/historia_das_religioes.html E aqui tem outro: http://www.cinereporter.com.br/outros-textos/jesus-em-outras-religioes/ [...]

  33. Que pena,a sua visão distorcida sobre o Budismo. O budismo não é uma religião politeísta. Acreditam em seres de outras existências,entre esses os devas,que muitas vezes são erroneamente traduzidos como deuses. Os verdadeiros budistas também não tem nenhuma relação com Jesus Cristo.O que acontece é que infelizmente,alguns curiosos que se dizem budistas,misturam o Dharma com outras religiões e saem por aí falando coisas que não sabem.

  34. Cara, gostei muito do texto. Sou cristão, acredito em Jesus como filho de Deus e redentor/salvador prometido para redimir a humanidade, mas procuro sempre olhar positivamente o esforço de todas religiões em buscar um relacionamento com o Divino. Algumas coisas que li aqui, foram totalmente novas e agregou muito, pode ter certeza. Embora creio num caminho e verdade absoluta, acredito que Deus espalhou porções de esperança por toda a Terra e Ele mesmo se encarrega de encontrar e mostrar um caminho melhor para aqueles que sentem o desejo de relacionar-se com Ele (Deus).

  35. Gostei do texto rodrigo, mas o negocio é que muito se fala d Jesus, se fala dele em muitas mais religioes que essas citadas, até os próprios satanistas se preocupam em falar de Jesus! Em vez de ouvir uma ou outra religiao, por que nao escutam o que o próprio Jesus falou??? Ele é o caminho e ELE é a verdade, ninguém vai ao Pai se nao por Ele! A paz do Senhor esteja com vc meu caro.

  36. Jesus em outras religiões | Cine Repórter: http://t.co/e4McHSLN via @AddThis

  37. Desde que eu conheci o budismo, acredito que Jesus foi um Buda. E quando conheci Jesus através do personagem biblico João, tomei essa verdade pra mim. De acordo com o que alguém comentou acima, eu também conhecia o fato de que para algumas linhas hinduístas, tanto Jesus como Buda são considerados a reencarnação da divindade Vihua da trindade bhramica (Bharma, Vihua, Shiva) que seriam Pai, Filho e Espirito Santo. Então, não gosto da ideia de que Jesus não foi filho de Deus….até porque, filho de Deus, somos todos, e Jesus, sem dúvidas, o Top of line, primogênito, mais amado, um exemplo de filho.
    Jesus me faz muito bem, o budismo também e não descarto as outras formas de se amar o mesmo Deus…., já que, nas picuinhas do dia à dia é dificil amar ao próximo como a nós mesmos (Jesus conseguiu) que pelo menos respeitemos o ponto de vista de todos os nossos irmãos.

  38. Boa materia, leve e elucidativa, eh, os orientais devem saber muito, muito, muito, mais sobre Jesus, pra quem curte Ele, boas pesquisas. Yeah…..

  39. realmente jesus cristo e´um mito e fizeram a sua exitencia no novo testamento excluindo a
    existencia do unico DEUS . os personagem dos mitos sao iguais de jesus
    HOROS nasceu de uma virgem ressucitou mortos andou por cima das aguas fez milagres
    foi traido foi crussificado tres dias ressucitou . MITRA a mesma coisas
    foi manipularam o novo testamento . jesus nao bate pelas profecias como rei aqui na terra

  40. Olha, tem um erro nesse texto aí. O budismo nunca foi politeista. Eles nem sequer têm um deus. Pesquisa melhor antes de postar pra não gerar má informação, beleza?

  41. Mais uma correção: Agnósticos NÃO sabem se algum Deus (ou qualquer Causa sobrenatural) existe. É justamente essa a definição da palavra (a = negação, gnose = conhecimento, saber; se reduz à aquele que não sabe).

    Eu acho essa a posição mais humilde e sincera, apesar de incerta, obviamente. Com certeza é justamente por essas característas – especialmente a primeira e a terceira-, que há poucos agnósticos, em comparação aos ateus, céticos e teístas/deístas.

  42. Jesus Cristo,
    O Deus que incomoda. Só queria que fosse esclarecido, o porquê de outras religiões, impedir os trabalhos missinários que visam a propagação das verdades de Deus (Jesus Cristo), mesmo que para isso, tenham que sacrificar vidas humanas, vidas estas de grande valor para Jesus Cristo. De fato a verdade incomoda, e tem a intenção de trazer todos ao pleno conhecimento, para que verdadeiramente todos sejam libertos.
    Jesus Cristo, Salvador, portanto Deus….

  43. Como todo texte esse tem uma finalidade maior, não apenas de falar do Cristo, por isso discordo de muitos comentários relatados no texte precisa de fato ser praticante das treligiões ou de apenas uma para saber de fato que o texto pecou em muitas afirmações, com relação aos cometários de alguns amigos Jesus vive e esta no meio de nós, não vê, não sente, por que não crer, assim fizeste são tomé, logo ápos sua morte, Jesus eixou uma mensagem, felizes aqueles que acreditaram sem que seja necessário que eu me apresente, ou você espera que Jesus venha se mostrar apenas p/ você, não que a morte seja maravilhoso, mais
    Cristo venceu a morte, se refletir vera que Jesus morreu para nos salvar , e esta vivo , não existe sabedoria ignorante maior que não crer no que falo, o homem ainda com tamanha inteligência nunca desvendou o mistério e não ira fazer se não por permissão de Deus, onde estão os corpos de Maria e Jesus? e a inteligência do homem em descobrir tudo e criar tudo por que não o fez a minha pergunta?, tenha fé, acredite que a morte não é o fim, Jesus deixou transparecer isso, porém todos vamos colher o que plantemos é dificil mais não é impossivel , somos julgados , somos tentados mais nunca ninguém sofreu mais que Jesus. Amém!

  44. Deus é bom demais, basta acreditar nele. Muitas pessoas acreditam em diversas religiões, ninguém sabe quem será salvo e Cristo disse que cada um será julgado por suas obras o que me dá a entender que mesmo os que não acreditam na sua existência mas praticam o bem por que tem fé em Deus e ás vezes até tem fé na existência em Jesus, porém seguem alguns fundamentos diferentes, serão salvos também. E entendam muito bem, acreditar em Jesus não basta para ser salvo se você não ajudar ninguém, Deus nos deu esse Mundo para que todos vivam servindo uns aos outros e não acumular riquezas, esquecendo-se da opressão que tantos sofrem pela pobreza e outras situações mais.

  45. Caros Irmãos e Irmãs em Cristo!

    Não botem a culpa de seus erros em Cristo,Deus pai todo poderoso não haveria o permitido passar por tanta dor e sofrimento se não tivesse havido tanto amor por parte de Jesus!
    em tudo ele se preocupou conosco! você faria isto? fico eu imaginando aqui,dar meu filho?
    é difícil não irmãos? então espero do fundo do meu coração que lembre-se Tudo que Deus faz ou fará é por amor,Jesus é Filho de Deus e te ama. tudo o que ele quer é no grande dia vos encontrar na presença do Pai.

  46. muito inteligente

Deixar comentário